PROGRAMAÇÃO DO TRATAMENTO PARA A RECUPERAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Para desenvolver seu tratamento, a AVIPAE se utiliza de um método desenvolvido nos EUA, inicialmente apenas aplicado à dependentes do alcoolismo e aprimorado posteriormente a fim de ser utilizado no tratamento de diversos tipos de dependência. Tal método se denomina “Na Trilha dos 12 Passos”.

Na trilha dos doze Passos – uma proposta de recuperação da dependência do álcool e de outras drogas

Os 12 passos são fruto do trabalho iniciado por dois alcoólicos durante a década de 30, na tentativa de se recuperarem, William Griffith Wilson (Bill W.) corretor da Bolsa de Nova York, e Bob Smith (Dr. Bob), médico cirurgião de Akron, Ohio. O trabalho destes homens deu início ao que hoje conhecemos por Alcóolicos Anônimos (AA). Posteriormente com os anos e o aprimoramento dos estudos realizados, mas agora adaptas para a dependência não somente do álcool, mas também de outras drogas temos os atuas 12 Passos.

Tais Passos são utilizados em inúmeros grupos de recuperação de dependências e compulsões, não unicamente ao álcool e outras drogas, mas também a tabaco, sexo, amor, comida, jogo, e muitas outras mais. Por esta razão o estudo dos 12 Passos tornou-se também o estandarte de todas as Comunidades Terapêuticas (CTs) que se utilizam de algum tipo de programa terapêutico específico, sendo a base de muitos dos princípios e valores das mesmas.

Raramente vê-se fracassar uma pessoa que cuidadosamente seguiu esse caminho. Os que não se recuperam é porque não podem ou não querem se entregar completamente a este programa simples. Geralmente, homens e mulheres que, pelas suas constituições, são incapazes de ser honestos consigo mesmos. Existem tais desafortunados. Eles não têm culpa; parecem ter nascido assim. São, por natureza, incapazes de desenvolver um modo de vida que requeira rigorosa honestidade. Suas “chances” são menores que o comum. Existem, também, aqueles que sofrem de graves desequilíbrios emocionais e mentais, embora muitos se recuperem por terem a capacidade de ser honestos.

Basicamente a proposta dos 12 Passos é ser honesto, desejar o tratamento e buscar a recuperação. Quando isto se consegue, pode-se festejar a melhora com as próprias palavras de Bill: “Somos como passageiros de um grande navio momentos após serem salvos de um naufrágio, quando a camaradagem, a alegria e a democracia reinam por toda a embarcação, desde a mesa mais humilde dos passageiros de segunda à do capitão”.

OS 12 PASSOS:

1º PASSO – Admitimos que éramos impotentes perante o álcool – que tínhamos perdido o domínio sobre nossas vidas.

2º PASSO – Viemos a acreditar que um Poder superior a nós mesmos poderia devolver-nos a sanidade.

3º PASSO – Decidimos entregar nossa vontade e nossa vida aos cuidados de Deus, na forma em que O concebíamos.

4º PASSO – Fizemos minucioso e destemido inventário moral de nós mesmos.

5º PASSO – Admitimos perante Deus, perante nós mesmos, e perante outro ser humano, a natureza exata das nossas falhas.

6º PASSO – Prontificamo-nos inteiramente a deixar que Deus removesse todos esses defeitos de caráter.

7º PASSO – Humildemente rogamos a Ele que nos livrasse das nossas imperfeições.

8º PASSO – Fizemos uma relação de todas as pessoas a quem tínhamos prejudicado e nos dispusemos a reparar os danos a elas causados.

9º PASSO – Fizemos reparações diretas dos danos causados a tais pessoas, sempre que possível, salvo quando fazê-lo significasse prejudicá-las ou a outrem.

10º PASSO – Continuamos fazendo o inventário pessoal e, quando estávamos errados, nós o admitíamos prontamente.

11º PASSO – Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.

12º PASSO – Tendo experimentado um despertar espiritual, graças a estes passos, procuramos transmitir esta mensagem aos alcoólatras8, e a praticar estes princípios em todas as nossas atividades.

Caminhada dentro da Comunidade Terapêutica

O programa que nossa entidade oferece segue o Projeto Terapêutico que está baseado no Plano de Atendimento Singular (PAS), que tem por objetivo principal a singularização do atendimento de acordo com as peculiaridades e necessidades de cada caso.

Nossa proposta de tratamento visa principalmente a reinserção social do(a) acolhido(a), promovendo a todo momento o empoderamento e a autonomia do(a) mesmo(a), o que contribui para a crescente desinstitucionalização, através da progressão das seguintes fases:

1 – Acolhimento

2 – Avaliação Diagnóstica

3 – Ressocialização

3.1 – Pré-Ressocialização

3.2 – Ressocialização Inicial

3.3 – Ressocialização Intermediária

3.4 – Ressocialização Avançada

O tratamento terá uma duração mínima de 06 meses e máxima de 12 meses, dependendo da evolução de cada acolhido(a).